ATIVIDADES DE EXTENSÃO NA PANDEMIA – CONVITE

O curso de filosofia, diante da pandemia de COVID-19, está organizando uma série de palestras, cursos de extensão, entre outras atividades remotas. As atividades são de natureza extensionista, ou seja, não são obrigatórias, são gratuitas e estão abertas para toda a comunidade acadêmica do curso de filosofia e para a comunidade em geral. Será emitido certificado de participação para cada uma das atividades. Contamos com a participação de todos!

SEGUE CRONOGRAMA INICIAL DE ATIVIDADES:

Dia 17 de junho. 19h.

. Palestra: A noção newtoniana de espaço: do emprego metodológico à metafísica

. Ministrante: Prof. Dr. José Marques (UFAL/ Filosofia).

. Inscrição. Enviar mensagem para  jose.vercosa@ichca.ufal.br com o seguinte assunto: “Palestra. Inscrição. A noção newtoniana de espaço”.

. Plataforma a ser utilizada: GoogleClassroom/GoogleMeet

. ResumoOs Philosophiae Naturalis Principia Mathematica de Newton, ainda hoje, é uma obra de extrema relevância. Mesmo que a física tenha avançado em muitos pontos, como, por exemplo, na doutrina geral da relatividade de Einstein, a teoria proposta nos Principia Mathematica ainda encontra utilidade. Um dos pontos centrais dessa obra está no modo como o espaço é concebido: sempre similar e imóvel, isto é, absoluto. Por um lado, se essa concepção proporciona a universalização das leis do movimento, por outro, incorre em graves dificuldades quando a questão se volta para a natureza do próprio espaço. A assunção do espaço como um sensório divino e como um ser que contém não ser em si – a existência do vácuo no espaço – proporciona um campo fértil às críticas de seus adversários, que buscam identificar as falhas, por assim dizer, na metafísica do espaço de Newton. Na presente palestra, tenta-se exercitar a compreensão de como uma doutrina do espaço que encontra um emprego consistente na experiência pode, ao mesmo tempo, ser inconsistente em relação à metafísica. Nesse sentido, desenvolve-se uma análise que parte da fundamentação do espaço em sua necessidade metodológica na explicação das leis do movimento para buscar compreender as suas implicações metafísicas.

 

Dia 18 de junho. 19h.

. Palestra: Política, ética e técnica na teoria pedagógica de Aristóteles.

. Ministrante: Profa. Dra. Flora Cardoso (UFAL/ Filosofia).

. Inscrição. Enviar mensagem para flora.filosofia@gmail.com com o seguinte assunto: “Palestra. Inscrição. Teoria pedagógica de Aristóteles”.

. Plataforma a ser utilizada: GoogleClassroom/GoogleMeet

. Resumo: Em Aristóteles e a educação (1998), Antoine Hourdakis investiga uma suposta teoria pedagógica de Aristóteles, com base no que foi dito em seus tratados de ética e política. Seu texto fortalece a hipótese de um tratado desaparecido Sobre a educação, visto que a preocupação com a formação emocional, intelectual e cidadã é constante na obra aristotélica. Para realizar o estudo, Hourdakis recorre aos conceitos de “politologia”, “etologia” e “tecnologia”, enquanto campos de estudo da política, da ética e da técnica, estabelecendo relações desses três campos com a educação. A palestra terá como objetivo fazer um convite ao estudo da moral e da política de Aristóteles sob uma ótica pouco habitual, fornecendo explicações de conceitos elementares, tais como a teleologia e a virtude, ao mesmo tempo em que dá espaço para uma reflexão atemporal sobre a educação. 

This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.